Neste dia 15 de julho de 2017, completamos 3 anos de namoro! E decidi não publicar um texto escrito, mas falado.

————–

Texto:

A gente tinha só 17 anos. Ainda imaturos, pré adultos. E foi a partir daquele 15 de julho de 2014 que começamos a caminhar juntos. Desde lá, sorrimos, choramos, comemoramos, [quase?] terminamos. Vários desafios surgiram no nosso caminho. Alguns foram dolorosos, outros, rotineiros. E todos solucionamos da mesma forma: conversando. Sempre que precisei, você estendeu a mão para mim. E todas as vezes que você parecia cair, eu te segurei. Todos esses momentos nos fizeram CRESCER.

De lá pra cá, mudamos, mudamos muito. Mudamos nossa visão de mundo. Nossa maneira de agir. De pensar. De amar. A gente descobriu que não sou a sua vida. Nem você a minha. Somos apenas uma parte dela. A gente redescobriu o que já era óbvio. Possuir não é amar. Não sou sua. Nem você é meu. Quem vê pensa que somos muito racionais. Mas na verdade só crescemos, lembra? E amadurecemos.

De todas as coisas que aprendi com você, a liberdade você ensinou melhor. Ser livre de conceitos. Livre de imposições. Você sempre me diz que sou livre. E foi assim que, inevitavelmente, a sua maior característica se tornou a nossa melhor qualidade. Enquanto o mundo nos conceitua, a gente desconstrói.

Das descobertas que fiz com você, aceitar que a minha concepção do amor estava errada foi a pior. Meu conceito era tão inocente. Utópico. Idealizado. Você me mostrou que o amor é imperfeito. E que a imperfeição não é defeito. Você me ofereceu um amor fora dos padrões. Longe dos romantismos do cinema e da TV. Criamos a nossa própria definição. E percebemos que ir contra o pré-estabelecido é o nosso maior dom.

Depois de tantos aprendizados, ainda quero mais. Quero mais amor. Mais do nosso amor. Quero mais descobertas. Mais companheirismo, mais carinho. Quero que você me ensine mais, me desconstrua mais, me faça viver mais.

Quero aproveitar para também te agradecer. Mas não por ser o “melhor namorado do mundo”. Ou por me fazer feliz. Muito menos por me amar do jeito que sou. Quero te agradecer por ter me convidado, naquele 15 de julho, para caminhar com você. Disseram pra gente que era só uma fase. Só mais uma paixão. E olha só a gente aqui! Feliz três anos! E que o nosso namoro dure enquanto for bom para mim e enquanto for bom para você. Mas que seja eterno enquanto dure.