As famílias tradicionais japonesas costumam ter preferência por um genro ou nora japonês(a). “Você tem que namorar um(a) japonês(a)” é a frase que fez parte da minha infância. E é claro que, como vocês já sabem, esse “incentivo” para eu namorar um oriental não rolou.

É por isso que decidimos gravar este vídeo. Contamos para vocês como foi o começo do nosso namoro, quando a minha família ficou sabendo e como foi a reação deles, que posso adiantar, não foi das melhores. Isso porque além da xenofobia, existe ainda o racismo.

Para entender melhor e descobrir as nossas histórias detalhadas, é só assistir o vídeo!