Março, o mês da mulher. E a Maíra Medeiros, do canal Nunca Te Pedi Nada, em parceria ao Youtube, deu início ao #PorQueMulher. Claro que eu não poderia perder a oportunidade de aderir à hashatg!

Por isso, hoje eu e a Bruna Tamanini viemos falar sobre a representatividade no jornalismo esportivo. Ela, assim como eu, é de Jornalismo, mas ela já se formou e eu estou no 4º ano do curso.

A pergunta que resume este vídeo é: Onde estão as mulheres jornalistas falando sobre esportes nas grandes mídias? Aproveitamos os resultados de análises do TCC da Bruna, que teve este tema, e levantamos a questão.

Para problematizar, falamos sobre a jornalista Renata Fan, do Jogo Aberto (Band). Relembramos o antigo quadro do Esporte Espetacular (Globo) chamado Bolsa Redonda. E questionamos o canal Desimpedidos, que é um dos canais que acompanhamos e que utiliza o humor para tratar sobre os assuntos.

Apontamos onde está o machismo nesses programas e explicamos por que não nos representam.

Por outro lado, também citamos algumas jornalistas esportivas pelas quais nos sentimos representadas. É o caso da Fernanda Gentil (Globo), Clara Albuquerque (Esporte Interativo)…

Para saber mais, assista ao vídeo. E não se esqueça de usar a hashtag #PorQueMulher !