Convidei meu irmão, Lucas Brandão, para falar um pouco sobre o movimento negro e LGBT no Brasil. Rolou conversa sobre apropriação cultural, o que é ser negro, possíveis vertentes de LGBT branco e negro e por que as pautas são diferentes.