Autor de livros consagrados como “O colecionador de Lágrimas” e “Vendedor de Sonhos”, Augusto Cury segue no “Manual dos Jovens Estressados. Mas muito inteligentes”, o estilo literário de quem quer ensinar, ajudar e aproximar-se do seu público, fazendo da leitura uma verdadeira consulta com o psicólogo.

Médico psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor, Augusto Cury é, segundo a Folha de S.Paulo, Veja On Line e Isto É, um dos autores mais lidos da década no Brasil. Suas teorias, como a da Inteligência Multifocal, fazem parte da grade acadêmica na formação de diversos profissionais da área, em universidades do Brasil e do mundo.

mammals

“Manual dos Jovens Estressado. Mas muito inteligentes” trata de assuntos como cansaço mental, estresse, sexualidade e conflitos internos. Com um tom dinâmico e linguagem coloquial, que garantem o fácil entendimento dos leitores, o livro reúne e proporciona aos jovens todas as teorias desenvolvidas pelo autor em obras anteriores.

O enredo se constrói a partir do diálogo entre Augusto (Dr. Cury) e o bisneto do Einstein (Professor IEstresse). Ao longo do livro falam sobre medos, traumas, insegurança e fracassos da vida, dando dicas de como superá-los e a lidar com estes conflitos na adolescência. Contam também historinhas que ilustram algumas ideias e teorias, além de diversas citações de outras obras do autor.

Acredito que para os que acompanham ou conhecem o trabalho literário de Augusto Cury, o livro não surpreendeu, seja pela repetição de ideias, já desenvolvidas e expressadas em outras obras, ou pela forma exageradamente didática com a qual ele escreve, mesmo que direcionando-se aos leitores mais jovens.

Particularmente, tais erros cometidos pelo autor, neste e em outros livros, já ocorrem com uma certa insistência, quase que intencionalmente, como forma de fazer com que seu público não somente compreenda, mas também memorize as teorias e ideias apresentadas.

Porém, vale ressaltar que, mesmo não superando as expectativas dos leitores que esperavam algo diferente do que o livro apresentou, o autor conseguiu cumprir com a proposta inicial da obra. Assim, “Manual dos jovens estressados. Mas muito inteligentes”, certamente ajudará adolescentes a repensarem suas escolhas e iniciarem um processo interior de resolução dos conflitos, próprios da idade.