A pergunta que não sai da cabeça do torcedor londrinense é se o Tubarão vai ou não entrar no G-4 da série B, e garantir o tão sonhado acesso à elite do futebol brasileiro em 2017.

Embora a campanha do LEC seja até surpreendente com 39 pontos, somente um ponto atrás  do quarto colocado, Ceará que tem 40 pontos, e com um jogo a menos que a equipe cearense. O que deixa um ponto de interrogação na cabeça do torcedor é o fato do time, entra rodada, sai rodada, ter a chance de finalmente entrar no G4 e fracassar. O último tropeço inclusive foi diante do próprio Ceará, no último sábado (17) no Estádio do Café, onde a equipe sofreu para buscar um empate no final do jogo, que terminou em  1×1. Partida que se o Londrina vencesse, não só entraria no G4, como assumiria a terceira posição na tabela. Outra oportunidade perdida, foi na rodada 25, fora de casa contra o Tupi, que está na zona de rebaixamento, onde o Londrina mesmo jogando com um jogador a mais no final do jogo, só conseguiu arrancar um empate da equipe de Juiz de Fora. Também neste caso, se vencesse o time entraria no G4.

E toda essa expectativa gerada em torno ao acesso do Londrina no G4, tem surtido efeitos negativos na equipe. Foi o que afirmou o treinador do Tuba, Cláudio Tencati, em entrevista coletiva realizada na última terça feira (20), após o treino da equipe que se prepara para enfrentar o Vila Nova, fora de casa no sábado às 16h30 no Serra Dourada em Goiânia.

Em tom do desabafo, Tencati afirmou que caso a imprensa, torcida e o próprio clube,  não se unam em torno deste objetivo de subir para a séria A, não será possível o acesso. Para ele a cobrança excessiva, tem trazido consequências negativas ao desempenho do time. Para o comandante do Azul-Celeste, as críticas tem sido injustas. Inclusive refutou o rótulo de retranqueiro que muitos dizem que ele possui.

tencati
Claudio Tencati está a cinco anos no comando do Londrina Esporte Clube – Crédito: TV LEC

 

Outra crítica do técnico foi diretamente à torcida, que tem comparecido em pouco número ao estádio.

“A falta do torcedor? Eu quero o que? O time está brigando numa zona de classificação (para o G4) e só quatro mil torcedores no campo? Então eu vou cobrar também, cadê a participação? Vamos ajudar o time! Só aplausos na hora que o time está ganhando é fácil. Quero ver é apoiar o time na hora em que está com dificuldade! E nós estamos tendo dificuldade neste momento!” Desabafou Tencati.

O que resta é esperar até sábado para ver se desta vez o Londrina não desperdiça a oportunidade e enfim entra no G4. E se tira de vez esta interrogação da cabeça do torcedor.

 

Imagem em destaque: Gazeta do Povo